Repelentes naturais

Repelentes naturais: receitas caseiras para se livrar dos mosquitos

Quem nunca viajou para a praia para curtir uma natureza bonita e relaxar à beira-mar, mas enfrentou dificuldades na hora de dormir por causa dos mosquitos? Quem adora acampar em meio à vegetação sabe que essa dificuldade pode ser ainda mais comum.

Quem adora curtir as férias na praia sabe que o repelente é um item essencial a ser levado, caso contrário, pode ser difícil dormir e voltar sem várias marcas na perna e nos braços. Veja algumas receitas caseiras para preparar os seus próprios repelentes naturais!

Cravo-da-índia

Este é um ingrediente clássico para espantar mosquitos. O cravo-da-índia possui bastante eugenol — óleo com características inseticidas, capaz de afugentar não só mosquitos, mas também formigas e moscas.

Para prepará-lo, basta misturar 500 ml de álcool de cereais, 100 ml de óleo de amêndoas e 10 g de cravo-da-índia. Coloque o cravo e o álcool em um frasco com tampa durante quatro dias, misturando bem essa mistura duas vezes por dia (durante a manhã e à noite). 

Após esse período, é preciso coar, adicionar o óleo corporal e chacoalhar bem a mistura. Por fim, coloque-a em um recipiente com spray. Ele pode ser aplicado em pessoas de todas as idades, incluindo grávidas.

Quem não gosta do formato spray pode fazer um repelente cortando um limão ao meio e espetando cravos-da-índia nas duas metades. O melhor é deixar a fruta na cabeceira da cama e em cômodos menores, pois o raio de alcance do odor não é muito grande.

Hortelã

Essa erva também é muito poderosa para preparar bons repelentes. Para prepará-los, misture um copo de água fervida (em torno de 200 ml) e quatro colheres de sopa de hortelã picada.

Mexa bem, coloque a mistura em um recipiente de vidro limpo e tampe-o. Quando o líquido esfriar, coe as ervas e adicione à solução uma xícara de álcool ou de hamamélis (planta arbustiva).

Citronela 

Essa é uma planta estratégica para preparar repelentes naturais, já que protege não apenas de mosquitos, mas também de muriçocas e pernilongos. Diferentemente do repelente feito com cravo-da-índia, ele não pode ser utilizado por crianças, gestantes e pessoas com pressão alta.

Para prepará-lo, é preciso misturar em um recipiente com spray uma colher de sopa de óleo de coco e cinco gotas de óleo essencial de citronela. É importante evitar aplicar o produto sobre olhos, boca e nariz. Além de spray, a citronela pode ser utilizada como repelente na forma de difusores e velas.

Alfazema

O cheiro dessa planta é bastante utilizado em produtos de higiene, como sabonetes e perfumes. A principal vantagem é que o repelente de alfazema pode ser aplicado em bebês a partir de dois meses de vida sem efeitos colaterais. Contudo, não deve ser utilizado por grávidas.

Para preparar esse repelente, basta misturar em um recipiente de vidro 150 ml de creme hidratante e uma colher de sopa de óleo essencial de alfazema. Por fim, guarde esse frasco contendo a mistura em um local seco e fresco. O efeito repelente desse produto dura cerca de três horas e a alfazema ainda hidrata a pele.

Vale lembrar que repelentes caseiros podem ser aplicados em todo o corpo, mas deve-se tomar cuidado para não colocá-los perto dos olhos, do nariz e da boca, para não causar irritações. Outro cuidado importante é lavar as mãos logo após aplicá-lo no corpo.

You Might Also Like
Deixe uma resposta