Novas técnicas de implante capilar

Que a diferença entre implante capilar e transplante capilar?

JULIO-CESAR-YOSHIMURA

O implante capilar alude-se ao enxerto de fios artificiais no pele viloso, ou melhor, nesse procedimento, o dador não é o próprio receptor. Já no transplante capilar, o dador é também o receptor,  nessa técnica os fios são retirados de uma dimensão doadora do paciente  implantados em uma dimensão receptora do mesmo sujeito, conheça mais sobre isso com o profissional JULIO CESAR YOSHIMURA.

 

Desta maneira, de fato, transplante capilar  implante capilar não são sinônimos! Porém, eles são usados mal como tal, visto que o termo implante capilar caiu no paladar do povo. De forma, se você procurar um dr.  manifestar a este que pretende fazer uma cirurgia de implante capilar, com quase 100% de  este subentenderá que se trata de um transplante capilar,  não explicará toda a diferença entre esses processos, até mesmo pelo senso, visto que no procedimento realizado com cabelos sintéticos, há grandes chances de, com o passar do tempo, os fios serem rejeitados pelo corpo  voltarem a desabar.

 

Logo, não se estresse,  para simplificar, presentemente implante capilar  transplante capilar são designados para descrever o mesmo procedimento. É tudo a mesma coisa!  por conseguinte, utilizaremos as duas nomenclaturas em nossos textos.

 

Apareceu o implante capilar?

As cirurgias de microtransplante capilar começaram a ser realizadas na década de 80. Embora elas já existissem anteriormente, foi nessa estação quando foi estabelecido um padrão, , até, gerente de por esse conformado foi um dr. brasiliano.

 

Implante capilar funciona mesmo?

Sim! Depois o desenvolvimento da técnica, ela foi popularizada mundialmente,  atualmente, está bastante aperfeiçoada,  é a segunda mas realizada em plaino das cirurgias plásticas masculinas, perdendo unicamente para a lipoaspiração.

 

Sim… porém me explica o que funciona

Vamos lá. Enorme vilão da calvície androgenética (alopecia hereditária), além dos próprios genes do tipo, é um andrógeno chamado dihidrotestosterona (DHT). Em nosso corpo, a testosterona se transforma em DHT,  várias áreas do epiderme peludo, como a localidade frontal, a diadema  as populares “entradas”, têm uma maior quantidade de receptores desse metabólito, não por eventualidade, são essas as regiões campeãs de queda de cabelo nos homens.

 

Você já reparou que quase 100% dos carecas ainda têm cabelos nas áreas laterais do epiderme peludo (chamadas de têmporas)  na nuca? É justamente desse modo que essas áreas servem como doadoras de fios no implante capilar. Ao transplantar lona de  uma parte do corpo humano para outra, este manterá as peculiaridades do sítio de origem,  não da localidade para a que foi transplantado. Desse modo, caso, por ex, secção da pele do joelho seja introduzida no rosto, ela manterá o paisagem grosso típico da área de onde foi removida. Poucos tecidos específicos podem até passar por modificações, como as mucosas, porém esse é outro matéria.

 

Deste modo, os cabelos transplantados carregam consigo as peculiaridades da espaço de onde saíram, conservando-as por tempo indeterminado. Logo, os fios transplantados não terão tendência à desabar.

 

 

Estrutura anatômica/histológica do pele peludo descrita por Headington. Consiste frequentemente de 2 a 4 folículos terminais, 1 a 2 folículos pilosos, glândulas sebáceas  inserções dos musculos eretores do pelo.

 

Porém, tome zelo! Do mesmo jeito que isso é a solução, também deve ser um obstáculo, porque caso o procedimento seja realizado de modo inadequada, com unidades foliculares inseridas de forma superficial, ou no núcleo da fronte do paciente, o tratamento para retirar os cabelos transplantados é extremamente complicado. Dito isso, ainda hoje em dia é geral localizar pacientes que se submeteram à métodos antigos de transplante capilar  têm uma cabeleira com vista sintético.

 

Quanto gastos um implante capilar?

Por questões éticas uma boa parte dos médicos não costuma publicar claramente quanto cobram para realizar a cirurgia, porém, frequentemente ela despesas entre R$ 7.000,00 a R$ 42.000,00. O preço  as condições de pagamento dependem da extensão da careca, tamanho da equipe médica, cidade de realização,  evidentemente, do cirurgião plástico em questão. Cabe focar que planos de saúde não arcam com as despesas oriundas da cirurgia, finalmente, o procedimento atende uma questão puramente estética.

 

Quem deve fazer implante capilar?

O implante capilar deve ser realizado tanto em homens quanto em mulheres, mostrando por pequeno número de variações devido às mudanças existentes entre os corpos feminino  masculino. Deste modo, praticamente todas e cada uma das pessoas afetadas pela alopecia vão poder se subordinar à cirurgia, até mesmo diabéticos  hipertensos, bastando que, nesses casos, os pacientes sejam direito monitorados pelo anestesista do meio cirúrgico.

 

Todavia, pequeno número de pessoas possuem uma dimensão doadora pobre em volume capilar. Essa quantidade mínima de fios poderá ser insuficiente para estabelecer uma boa cobertura da extensão do pele peludo comprometida pela alopecia.

 

Por volta de 5% dos homens não podem realizar o transplante devido à insuficiência de cabelo na dimensão doadora, esse número se eleva para 30% sobre às mulheres. Nesses casos, a cirurgia poderá ser inviável ou encaminhar resultados poucos satisfatórios. Desta maneira, com intenção de a cirurgia seja muito sucedida, é fundamental que o paciente tenha uma boa quantidade de fios na espaço doadora. Resta descobrir se no horizonte o método da clonagem de fios acabará com essa restrição.

Recomendamos alguns profissionais como JULIO CESAR YOSHIMURA.

You Might Also Like
Deixe uma resposta